CARREGANDO

O que você procura

Destaque

Fora de casa – José Alberto

Compartilhar

Em meio à pandemia da COVID-19, a OMS estabeleceu orientações de distanciamento social para a população. Entretanto nem todas as pessoas têm o privilégio de passar esse período em casa. Existem profissões que devem ser mantidas para garantir o andamento da sociedade e o cuidado de todos. Apesar da maioria das empresas aderirem as medidas de segurança, a carga horária para esses empregados continua igual. Mesmo com todas as dificuldades causadas pela doença, tais serviços ainda são essenciais durante a quarentena.

 

  Os governos declararam que apenas estabelecimentos considerados essenciais devem continuar abertos. As farmácias, por exemplo, seguem vendendo produtos para a higiene e medicamentos. Os mercados são os que continuam provendo produtos tanto para  os restaurantes que estão utilizando o sistema de delivery, quanto para a mesa das famílias brasileiras.  

 

   José Alberto Oliveira Pereira, de 45 anos, é diretor regional de operações de uma rede de supermercados no Ceará, estado esse que conta com o lockdown instaurado desde o dia 8 de maio. Para supervisionar o andamento da empresa em que trabalha, José está saindo todos os dias. Ele contou ao Portal como está o andamento do local de trabalho e o que ele e os funcionários estão fazendo para se protegerem do novo coronavírus. 

 

Portal: Em que consiste o seu trabalho? 

 

José:  Como vários profissionais, eu também estou entre aqueles que precisam sair durante esse período de quarentena. Eu trabalho em uma rede de hipermercados e sou responsável por operação de lojas. Meu cargo consiste, basicamente, em acompanhar as rotinas das lojas, para garantir o abastecimento. E que os produtos fiquem disponíveis para toda a população. 

 

Portal: O que faz dele tão essencial a ponto de ter que sair de casa?

 

José: É justamente acompanhar toda essa rotina de abastecimento. E também como estão sendo aplicadas todas as medidas de segurança, para garantir que o nosso time não corra o risco de contaminação e que os clientes se sintam seguros para efetuar suas compras. 

 

Portal: Quais cuidados você toma durante o expediente? 

 

José: Uso máscara e estou sempre acompanhado de álcool gel, evito contato físico e até nas nossas conversas, existe uma limitação de distância para prevenir o contágio.

 

Portal: Como a empresa está orientando os funcionários? Eles estão aderindo essas medidas?

 

José: A empresa, além de orientar e cuidar dos funcionários, está cedendo uma média de 6 máscaras reutilizáveis, e além disso, algumas máscaras descartáveis. Os funcionários estão aderindo muito bem às medidas, então para quem tem contato direto com o cliente, como operadores de caixa, existe uma proteção de acrílico, que é higienizada com álcool em gel, juntamente com a máquina de cartão onde o cliente digita a senha.  

Até nas áreas de refeição, existe um distanciamento para que os trabalhadores as façam com o máximo de segurança possível. 

 

Portal: Houve demissões?

 

José: No nosso ramo não houve demissões, muito pelo contrário, nós contratamos funcionários temporários para garantir toda a demanda de aumento de vendas desse período e evitar também que o cliente, ao fazer suas compras, tenha que se aglomerar na frente de caixa. 

 

Portal: Ao chegar em casa, quais medidas você e sua família tomam para evitar o contágio? 

 

José: Quando chego em casa eu tiro o sapato e a roupa na entrada. Depois vou direto pro banheiro lavar as mãos e tomar banho, para evitar o contato com a minha família que está em casa. 

 

Portal: Você acredita que as medidas de isolamento estão sendo eficientes no estado do Ceará?

 

José: No início achei que não, porque ainda tinha muita gente na rua. Agora com medidas mais duras do lockdown, a gente percebe que as pessoas realmente estão ficando em casa.

 

Reportagem: Alberto Ghazale, Anna Miranda, Felipe Roza, Francisco Silveira, Gabriela Leonardi, Gustavo Vieira, João Pedro Camero e Yan Lacerda

Supervisão: Matheus Pardellas 

Tags:
Artigo anterior
Artigo seguinte

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Próximo