CARREGANDO

O que você procura

Geral Portal de Jornalismo ESPM RJ

Uma Bienal além dos livros

Compartilhar

A Bienal do Livro é o maior evento literário do país. Ela acontece a cada dois anos no Rio de Janeiro e nesta edição reunirá mais de 300 convidados, entre autores de diversos segmentos, YouTubers, editoras e variados artistas e profissionais da mídia. O evento que ocorre durante dez dias no Riocentro conta com espaços para diferentes públicos, como a Arena #Semfiltro, que vai focar em palestras para o público jovem, e o Fórum da Educação, que trará uma programação especial voltada para professores. 

A importância de aproximar os jovens da literatura é bastante discutida, como explica Bruno Levinson, curador da Arena: “A ideia é mostrar para eles que todos os temas tem algumas formas de realização e de pensar sobre”. O escritor diz ainda que a expectativa é de que nesse espaço haja conversas motivadoras e encorajadoras. “Que sejam ricas de conteúdo, sem maniqueísmos e nem hipocrisia”.

Bruno conta ainda que vê as redes sociais como agentes que influenciam nas discussões: “Todo mundo tem muita certeza de tudo e de forma bem agressiva menospreza quem pensa diferente. Devido a tanta agressividade, muita gente tem achado ruim debater”. No Brasil, cerca de 62% da população faz parte dessas redes, segundo relatório divulgado em outubro de 2018 pelas empresas We are Social e Hootsuite.

A busca por inovação também estará presente no evento, com a presença de profissionais que trarão temas como games e cinema. “Quando esses novos influenciadores passam a utilizar o mercado literário, sem dúvida nenhuma, atraem a atenção dos jovens para os livros”, comenta o jornalista Chandy Teixeira, especialista em e-sports. Ele, que já participou do evento em 2017, conta que espera muita procura e interação do público. 

Estande da JW.ORG para a Bienal 2019//Foto: arquivo pessoal

Para tornar a Bienal mais acessível, este ano haverá também um estande com produtos voltados para surdos e cegos. César Guimarães, assessor de imprensa da JW.ORG, editora responsável por este espaço, explica que sempre houve preocupação com a inclusão desses grupos. “Sempre produzimos produtos em braile para deficientes visuais e disponibilizamos vídeos em LIBRAS para surdos”. Ele conta também que há dois anos a companhia já trouxe para a Bienal materiais desse tipo, mas que dessa vez, aumentarão a quantidade.

Na edição de 2017 a Bienal contou com a presença de 640 mil pessoas e dessa vez a expectativa é de pelo menos 600 mil visitantes no evento. Rodrigo Franco, diretor da Escola Canto dos Pássaros, de Cabo Frio, conta que apesar da distância, sempre leva os alunos para conhecerem a feira. “O Canto hoje faz um trabalho muito sério de incentivo a leitura. Nós falamos dos títulos, dos stands, das editoras, é um momento onde eles terão a oportunidade também de conhecer alguns autores que estarão presentes”. 

A Bienal acontecerá de 30 de agosto a 8 de setembro. De segunda à quinta o evento ocorrerá de 09h às 21h, às sextas de 09h às 22h e aos finais de semana de 10h às 22h. E para mais informações consulte o site da Bienal do Livro.

Matéria por: Bárbara Beatriz Camello, Beatriz Aguiar, Felipe Roza, Larissa de Oliveira, Maria Eduarda Volta, Maria Luísa Martins e Mariana Colpas.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Próximo