CARREGANDO

O que você procura

Geral Portal de Jornalismo ESPM RJ

Você conhece a Constituição Federal do Brasil?

Compartilhar

Por Davi Barbosa e Renan Adnet

 

No dia 25 de março de 1824 entrou em vigor a primeira carta Constitucional do Brasil, pelo então imperador, Dom Pedro I. Desde então, o país passou por mais seis constituições e vive sob as regras da carta magna publicada em 1988. Para homenagear a primeira das constituições, é comemorado no dia de hoje o Dia da Constituição.

Promulgada em um contexto de abertura política após os anos sombrios da Ditadura Militar, a Constituição Federal de 1988 ganhou o apelido de “Constituição Cidadã”. No entanto, apesar dos vários direitos assegurados, o que se observa é um desconhecimento da população a respeito do próprio teor da carta magna. “Acredito que a falta de conhecimento seja decorrente da democracia brasileira, já que apesar de o poder estar nas mãos do povo, o brasileiro, de forma geral, não possui um nível escolar satisfatório e isso acaba refletindo na escolha de seus representantes.” Analisou Rhanna Procópio, advogada.

Apesar da abertura política, é possível verificar a continuação de determinados grupos no poder, pouco importando o regime (ditatorial ou democrático) ou até mesmo o partido político. “Eu acredito que, além da precariedade da educação brasileira, a Constituição é um pouco prolixa e extensa para o leigo, e isso dificulta e afasta o brasileiro do seu conhecimento. O que é uma pena, ainda mais em um país onde a população não é ouvida na maioria das vezes”, afirmou o advogado, Matheus Rama Batista.

A Constituição Federal dispõe de 250 artigos, onde alguns deles, como o artigo 5º, garantem direitos e garantias fundamentais, mas todos com uma linguagem específica e técnica. Em pesquisa realizada pelo DataSenado em 2013, foram divulgados números preocupantes, como 7,8% dos entrevistados declarando não ter nenhum conhecimento sobre a Constituição, e 35,1% declarando ter um baixo conhecimento sobre o assunto. Apenas 5,3% da população afirmam conhecer bastante o texto.

“Eu creio que a falta de conhecimento sobre as normas constitucionais faz com que a população desconheça seus direitos fundamentais. A Constituição é a nossa lei maior e ela é quem nos norteia enquanto sociedade. Desconhecer a Constituição é desconhecer seus direitos, a organização do Estado e as instituições democráticas”, disse o advogado Igor Sélem Fonseca.  “A falta de conhecimento ocorre por falta de interesse político na instrução da população. O povo que conhece seus direitos não é massa de manobra tão fácil quanto os que ignoram esses direitos. Já passamos da hora de termos disciplinas em sala de aula do ensino fundamental ao médio que ensinem sobre a Constituição, principalmente no que tange aos direitos e garantias individuais e organização do Estado nas suas mais diversas formas”, concluiu.

Hoje, grande parte das pessoas acaba simplesmente reproduzindo o que recebe e acha interessante, mas sem ter a curiosidade de ler sobre o assunto. Para a advogada Amanda Pires Rezende, a falta de conhecimento ocorre porque os cidadãos não estão dispostos a gerar suas próprias opiniões e, por isso, preferem reproduzir uma opinião já constituída. “Essa falta de vontade de sair da sua zona de conforto tem muito a ver com a frágil educação do brasileiro, pois quanto menos você sabe, menos você quer saber.”

3 Comentários

  1. Marli Sciammarella Lima 25 de março de 2019

    Realmente todo cidadão deveria ler e estudar a constituição, é uma necessidade que não deveria ser omitida.
    Eu lamentávelmente tenho que dizer que conheço pouco sobre o que deveria conhecer muito.
    Esse assunto considero super importante e dou os parabéns por ser ressaltado, pois nos faz pensar na importância do texto. Muito bom.

    Responder
  2. Raphael carim 25 de março de 2019

    Boa explanação, principalmente as transcrições das falas de advogados. Realmente concordo com um deles quando em sua fala diz: “a constituição é muito prolixa”. Aliás, talvez, o mundo jurídico seja muito prolixo.

    Responder
  3. Adilson Conceição 25 de março de 2019

    Parabéns belo texto para reflexão,e cada um fazer as suas !!

    Responder

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *