CARREGANDO

O que você procura

Destaque Geral

Efeitos do isolamento social para os organizadores de festas

Compartilhar

Desde o início da Pandemia, a política do distanciamento social afeta diversos setores econômicos. Tendo em vista a recomendação de evitar aglomerações, o mercado de eventos foi um dos mais prejudicados. Muitos profissionais da área tiveram suas atividades reduzidas devido a baixa demanda de festas e cerimônias. 

A decoradora e florista de Petrópolis, Lis Baetas, foi umas das pessoas que sofreram com a redução de eventos na cidade. Segundo Lis, o mercado esfriou totalmente nos primeiros meses da pandemia. “A demanda por novas festas desapareceu por conta das incertezas. Não tive nem projetos futuros para trabalhar”, afirma.

Ela também comenta que, além da baixa demanda, todos os projetos já programados foram remarcados para novas datas em 2021. Entretanto, ter a segunda ocupação como florista possibilitou que continuasse trabalhando, mesmo que em escala menor, com a venda de arranjos e buquês.

Para ela, a esperança de um retorno favorável do setor em 2021 é grande, “As pequenas comemorações estão voltando e os projetos maiores voltaram a aparecer para 2021!”. De uma nova perspectiva, a lenta recuperação desde julho pode trazer grandes planos e reestruturar o mercado. 

Rodrigo Paiva, produtor de eventos em Petrópolis, que já trabalhou com grandes festas locais como a Bauernfest e o Natal Imperial, acredita que o setor conseguirá se adaptar às novas políticas de prevenção. Por isso, mesmo com as novas demandas e exigências, afirma já estar acostumado com protocolos de segurança. “Esse “novo normal” que nós teremos daqui para frente não será nada de muito difícil para nossa categoria”, acrescenta. 

Por outro lado,  Adriana Mello, dona de empresa de buffet em Nova Iguaçu, diz que as medidas para contornar a situação não são tão simples e que a solução encontrada foi migrar para o delivery de comidas. Apesar de se adequarem de maneiras diferentes, Rodrigo e Adriana explicam com mais detalhes como está sendo o processo de adaptação. Confira no vídeo abaixo:

Reportagem: Amanda Domicioli, Lucas Geia e Juliana Ribeiro.

Supervisão: Ana Julia Oliveira, Carolina Mie e Matheus Pardellas.

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *