CARREGANDO

O que você procura

Acontece por aqui Destaque Geral Portal de Jornalismo ESPM RJ

Comunidade acadêmica da ESPM-Rio se une em prol do Outubro Rosa

Compartilhar

O mês de outubro é internacionalmente conhecido como o período de conscientização do combate ao Câncer de Mama. A data é de suma importância social tendo o objetivo de compartilhar informações sobre a doença e proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento. Os núcleos acadêmicos da ESPM-Rio se reuniram com o intuito de apoiar a campanha e participar ativamente desta causa.

Gabriel Pini, estudante de cinema e integrante do Diretório Acadêmico da faculdade, afirma que a ideia da ação partiu da importância de informar, incentivar e conscientizar as mulheres a respeito dos cuidados necessários, atentando-se a possíveis sinais, e assim podendo cuidar melhor de seus próprios corpos. 

Por meio da iniciativa dos núcleos, os alunos se sentem ainda mais incentivados a participarem do projeto. Carolina Mosmann, estudante de publicidade e propaganda da ESPM-Rio, acredita que os adolescentes podem notar a seriedade do projeto, além de conscientizar: “O objetivo da ação é de extrema importância, principalmente para nós jovens que às vezes não ligamos tanto quanto deveríamos para um assunto tão sério que é a saúde da mulher. Feliz que a nossa faculdade deu voz e que os alunos apoiaram a ideia. 

Para Carolina, esse é um tema importante, visto que sua avó foi recentemente curada do câncer de mama: “Ao mesmo tempo que é um assunto delicado serve de alerta, trazendo consciência. Foi lindo ver os alunos de rosa hoje”. Gabriel também comenta a união dos grupos. Para ele, a união entre os núcleos é importantíssima, uma vez que todos caminham juntos com o objetivo de alcançar um grande número de pessoas, e assim consigam mostrar a real importância e a necessidade de que todos se atentem a essa causa tão importante. 

De acordo com o INCA, Instituto Nacional de Câncer, a principal causa de morte na população feminina do Brasil é o Câncer de Mama, exceto na região Norte, onde o câncer de colo de útero ocupa essa posição. Em 2021 foram estimados 66.280 casos, sendo uma taxa de 61,61 a cada 100 mil mulheres. A doença, apesar de rara os casos, também pode se desenvolver em homens, sendo de 1 a cada 100.

O diagnóstico precoce aumenta a taxa de cura do câncer de mama.´A mamografia e ultrassom são utilizados para a detecção dos tumores, além do exame de toque, que pode ser realizado em casa.Quando descoberto no início, a doença tem 95% de cura. Existem vários tipos de tratamento que dependem do tipo e do estágio da doença.

O tratamento local é aquele que visa tratar o tumor localmente, sem afetar o resto do corpo. São eles: a cirurgia e a radioterapia. Os tratamentos sistêmicos se referem ao uso de medicamentos que podem ser administrados por via oral ou diretamente na corrente sanguínea para atingir as células cancerígenas em qualquer parte do corpo. Os mais comuns são a quimioterapia e a hormonioterapia. A campanha do Outubro Rosa é um sucesso nacional e internacional. No Brasil, dados do Ministério da Saúde confirmam um aumento de 37% no número de mamografias realizadas, o que corrobora a importância desse movimento e da conscientização a respeito da doença. 

 

Reportagem: David Silva, Guilherme Dias, Lorenna Medeiros e Luciana Campos.

Supervisão: Gabriel Rechenioti e João Pedro Fonseca.

Tags:

Você pode gostar também

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Próximo