CARREGANDO

O que você procura

Destaque Geral

Medidas tomadas pelos clubes cariocas para minimizar os efeitos da pandemia

Compartilhar

Com a volta das competições oficiais após a longa paralisação por conta da Covid-19, os grandes clubes do Rio de Janeiro esbarraram na dificuldade de arrecadar recursos financeiros em meio aos jogos sem público. Com isso, as instituições tiveram que se adaptar a essa situação e tomar medidas para gerar receita, uma vez que não possuem mais a verba da venda de ingressos.

Desde a parada do futebol, na metade do mês de março, somente Botafogo e Fluminense conseguiram um aumento no número de sócios-torcedores. Por outro lado, Vasco e Flamengo tiveram uma considerável queda nesse quesito. As duas instituições, somadas, já agregam uma perda de mais de 100 mil associados.

BOTAFOGO

Em meio a crise do novo coronavírus e a ausência da torcida no estádio, o Botafogo se encontrou na dificuldade de gerar recursos financeiros aos cofres do clube. Dessa maneira, o Alvinegro proporcionou mais benefícios aos sócios-torcedores. O desconto de 50% no pré-lançamento da camisa 2020/21 e a não cobrança da taxa de adesão dos novos sócios no dia do anúncio da contratação do jogador Salomon Kalou, durante um período de 24 horas, foram as principais atitudes da diretoria.

     A área de Comunicação Audiovisual também foi fundamental durante esse período. Com a Botafogo TV, foi produzido bastante conteúdo de entretenimento, como a live pós jogo comemorativo do título brasileiro de 1995, que contou com a presença de ídolos, como Túlio Maravilha e Gonçalves. Essa foi a medida que mais contribuiu com os cofres do clube. “A campanha dos ingressos de 95 deu muito certo porque envolveu a venda de ingresso solidário, direcionado para pagamento de salário dos funcionários, monetização do YouTube, patrocínio e doação via QR Code”, declarou o gerente de gestão e comercial do Botafogo, Caio Araujo. 

FLUMINENSE 

O Fluminense seguiu uma filosofia de trabalho diferente nesse período. O Tricolor das Laranjeiras contou com a volta de Fred, um dos maiores ídolos da história do clube e deixou a torcida muito eufórica na época. Além disso, a FluTV produziu grandes lives com artistas, como o rapper Xamã, junto ao lançamento da nova camisa, gerando boa monetização no YouTube. 

Empolgada com a volta de Fred, a torcida tricolor abraçou a causa e promoveu uma associação em massa no programa de sócio-torcedor. Outra medida que promoveu o aumento do número de associados foi o lançamento do projeto “Sócio Futebol”, onde os torcedores terão descontos nos ingressos para quando o público retornar aos estádios. 

FLAMENGO

Dentre os cariocas, o Flamengo foi o que mais se prejudicou com a ausência do público nos estádios, pois a bilheteria gerou cerca de R$ 189 milhões aos cofres em 2019. Sendo assim, uma das principais medidas adotadas pelo Rubro-Negro foi a grande produção de conteúdo para a FlaTV, com transmissões ao vivo de jogos e vídeos de entretenimento, superando a marca de um milhão de visualizações, para aproximar a torcida. 

Outra ação tomada pelo Flamengo para minimizar os efeitos da pandemia foi a venda de ingressos simbólicos de jogos da equipe para o torcedor poder contribuir diretamente com o clube. No início da pandemia, o Rubro-Negro também chegou a um acordo de redução salarial de 25% com seus jogadores.

VASCO DA GAMA

Já pelo lado do Vasco da Gama, é importante destacar que, apesar da considerável perda no número de associados, o Cruzmaltino teve, ao mesmo tempo, um grande número de renovações nos planos de sócio-torcedor. Entregando um propósito de ajudar o clube ao torcedor, mostrando que seu vínculo com ele é eterno, o Vasco conseguiu a renovação no plano de pouco mais de 100 mil pessoas. Com isso, a instituição ganha um fôlego a mais para botar as contas em dia.

Segundo o diretor do programa “Sócio Gigante”, Eduardo Sá, o processo de renovação nos planos de sócio-torcedor foi a medida mais certeira da diretoria durante a pandemia. Além disso, a equipe da Comunicação Audiovisual do clube também teve de trabalhar bastante nesse período. O grande investimento no crescimento da Vasco TV contou com a produção de lives, a transmissão de um jogo do Campeonato Carioca e de três jogos-treino antes do início do Campeonato Brasileiro. Hoje, o canal oficial do Vasco no YouTube já conta com mais de 880 mil inscritos.

Reportagem: João Pedro Camero e Tiago Tassi

Supervisão: Ana Júlia Oliveira, Carolina Mie e Patrick Garrido

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Próximo