CARREGANDO

O que você procura

Destaque Geral Portal de Jornalismo ESPM RJ

O novo formato de debate presidencial

Compartilhar

O primeiro debate presidencial das eleições de 2022 ocorreu no último domingo (28), na sede da TV Bandeirantes em São Paulo, às nove horas da noite no horário de Brasília. Umas das principais novidades do evento é que ele foi realizado em formato de pool pela Folha de São Paulo, UOL, TV Bandeirantes e Cultura. 

O debate foi dividido em três blocos: o primeiro serviu para os candidatos responderem perguntas sobre programas de governo; o segundo foi um confronto entre os concorrentes à presidência e o último foi o questionamento de jornalistas dos veículos organizadores. O debate não contou com plateia, essa decisão foi tomada após uma reunião com os assessores de todos os candidatos. Os presidenciáveis presentes foram Luiz Inácio “Lula” da Silva (PT), Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT), Luiz Felipe d’Avila (Novo), Soraya Thronicke (União Brasil) e Simone Tebet (MDB).

O analista político Adroaldo Portal e ex-secretário executivo adjunto do Ministério das Comunicações da ex-presidenta Dilma Rousseff, comentou que o uso do debate em pool foi uma forma das emissoras terem a presença dos principais candidatos, para impedir o que aconteceu em 2018. De acordo com Portal, também é evidente a resistência dos candidatos que estão nas pontas das pesquisas de se expor à “pancadaria” que um debate envolvendo envolvendo outros presidenciáveis acaba resultando, completando: “É uma forma de garantir a visibilidade do debate e atrair os candidatos, pois à medida que eles participam de algo desse porte, eles estariam liberando suas agendas e seus compromissos da necessidade de participar de outros debates.”

O que é o modelo pool

O formato em pool é junção de alguns veículos da mídia, para realizar em conjunto o debate entre os políticos de uma candidatura majoritária. Esse modelo já é usado nos EUA, Inglaterra e outros países da europa. O intuito dele é diminuir a quantidade de eventos que o candidato precisa comparecer. 

O surgimento do formato

Este modelo de pool já foi realizado no segundo turno das eleições de 1989, entre os candidatos Luiz Inácio “Lula” da Silva (PT) e Fernando Collor de Mello, que na época estava no Partido da Reconstrução Nacional (PRN). No período, as emissoras Globo, Manchete, SBT e Band se juntaram para realizar dois debates entre os políticos. A volta desse modelo foi motivada através de uma sugestão, formalizada por meio de um ofício assinado pelos presidentes e porta-vozes do PCdoB, PSB, PSOL, PT, PV, Rede e Solidariedade. Este documento foi enviado para Flávio Lara Resende, presidente da Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) e Marcelo Antônio Rech, presidente da ANJ (Associação Nacional de Jornais).

Futuros debates 

No dia 24 de setembro (sábado) terá outro debate com este formato de pool, porém em emissoras diferentes: SBT, CNN, O Estado de S. Paulo, NovaBrasil FM e Terra, até o momento, não tem um horário definido. O último debate presidencial será sediado pela Rede Globo, já confirmado que não será no formato de pool, e está marcado para o dia de 29 de setembro (quinta-feira). 

Por: Lucas Moll e Vitor Miguel

Supervisão: Maria Eduarda Martinez 

Imagem: Divulgação/Band

Tags:

Você pode gostar também

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *